Tudo e todas as coisas, de Nicola Yoon

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Resenha publicada pela primeira vez em 25 de Maio de 2019, quando o Projeto era atualizado no blog Limonada.


Já encontrou um livro que nos primeiros capítulos te deixou com a sensação de que seria uma leitura rápida e sem maiores razões, mas te surpreendeu depois? Tudo e Todas as Coisas, da Nicola Yoon, foi esse tipo de livro pra mim.

Quando o achei na biblioteca, peguei emprestado porque já tinha visto alguns booktubers o elogiarem, mas quando comecei a lê-lo só ficava me perguntando o motivo de tantos bons comentários. Folha vai, folha vem, e finalmente consegui entender. 

A adolescente Madeline Whittier foi diagnosticada ainda criança, pela própria mãe, que é médica, com Imunodeficiência Combinada Grave (IDCG), doença caracterizada pela resistência do corpo em criar sua imunidade, sendo necessário que a pessoa viva em local esterilizado e não tenha contato com o mundo externo. Por isso, a única pessoa com quem Madeline convive além da sua mãe, é sua enfermeira Carla. Seu pai e seu irmão faleceram quando ela ainda era muito pequena, em um acidente de carro. 

Vivendo em uma casa repensada para suas necessidades, Madeline se acostumou a ter professores virtuais e transformou seu hobby, a leitura, em distração. Sempre que finaliza um livro, publica em um Tumblr uma pequena nota que resume todo seu enredo. Os dias seguem essa rotina até o barulho na casa ao lado levá-la a espiar pela janela do quarto e ver pela primeira vez seu novo vizinho, Olly.

Obviamente, o garoto não sabe das condições de vida da casa ao lado, e tenta se aproximar, sem sucesso. A partir disso, os dois adolescentes passam a conversar pela janela de seus quartos com mimicas e desenhos a caneta, até trocarem mensagens pela internet, e porque não... se verem pessoalmente?

Algo que gostei muito na edição da Novo Conceito é a interatividade. Vemos os posts com as resenhas de livros feitos pela Maddie, as mensagens que eles trocam, anotações no diário, tudo de um jeito muito criativo.


*:・゚✧*:・゚✧ POR QUE LER UM (MAIS UM) YOUNG ADULT? *:・゚✧*:・゚✧

Tá estressado? Leia um young adult. Quer um clichê? Leia um young adult. Quer achar algo fofo? Leia um young adult. Young adult? Young adult.

*:・゚✧*:・゚✧ POR QUE NÃO LER "TUDO E TODAS AS COISAS"? *:・゚✧*:・゚✧

Não vejo motivos para não ler, até porque ele surpreende com o final (se vocês soubessem o tanto que eu me esforcei pra não comentar nada sobre ele aqui...), mas se por acaso você for mais dos filmes, pode ver a adaptação cinematográfica primeiro. 

Pra quem é das curiosidades: atualmente o livro com a capa do filme não é mais publicado pela Novo Conceito. Seus direitos foram vendidos para a editora Arqueiro.
Pra quem é dos filmes: Tudo e Todas as Coisas foi adaptado para os cinemas em 2017.
Pra quem gosta das coincidências: a personagem costuma colocar seu nome em todos os livro que tem. Quando peguei emprestado na biblioteca, encontrei o nome da antiga dona na primeira página, uma coincidência (ou não) que me encantou.

Em um quote:

“[…] eu me esforcei tanto para encontrar aquele momento crucial que fez com que minha vida seguisse esse rumo. O momento que respondesse à pergunta como cheguei até aqui?

Só que esse momento jamais existiu, mas sim uma série de outros acontecimentos. E a sua vida pode se ramificar a partir de um deles de mil maneiras diferentes. Talvez haja uma versão da vida de cada um de nós de acordo com cada escolha que fizemos e com aquelas que deixamos passar. “

Postar um comentário

▫Spam não são publicados.
▫Costumo responder todos os comentários no blog de quem os faz, se você estiver em anônimo, volte ao post em que comentou que responderei no mesmo.
▫Obrigada por visitar! 💖

Instagram siga @rbiblioteca